segunda-feira, 15 de abril de 2013

Inspiração #9

E com a vinda do sol...
E sentindo a temperatura a aumentar...
Já só imagino coisas destas...
















Com um bom par de sandálias...
E então, não há quem me pare... ;)

domingo, 7 de abril de 2013

Arriscar

A vida é tramada e dá voltas e mais voltas, sem que nós a conseguimos controlar.
O que num dia pensamos ser a realidade, no dia a seguir, apenas uma frase, é capaz de alterar o que tínhamos como certeza. Não me surpreende todas estas voltas, alias cada vez mais acredito que se não fossem as mesmas, a minha vida estava mesmo em ponto morto.

Desde que me conheço como pessoa, muita coisa se foi alterando ao longo dos anos.
Passei de uma criança tímida,  introvertida, com um mundo muito próprio, a uma adolescente "gozada" durante anos devido ao facto de ser cheiínha, a uma mulher extrovertida, ainda não muito segura de si perante os outros, mas com a consciência do que é capaz de fazer para se "misturar" neste mundo que vivemos.
Continuo a ter um mundo muito próprio, só meu, onde sou eu própria em pleno, sem mascaras, sem rodeios, aqueles jardins proibidos que o Paulo Gonzo fala na musica, que apenas uns quantos conhecem na realidade.
Sempre com um sorriso na cara, mesmo quando choro por dentro, porque para mim, o mundo é feito de muitas cores, muitos feitios e caras feias não fazem parte do meu cardápio.
Sim tenho dias maus, momentos que me apetece esconder dentro de um buraco, voltar para o meu mundo e de lá não sair mais. Mas depois de me refugiar, de me acalmar com o que me faz sentir bem, volto a levantar-me e a enfrentar o mundo cinzento que por vezes me rodeia.
Tenho um defeito (de entre muitos mais que existem em mim), que é deixar-me influenciar por que me rodeia. Influenciar ao ponto de sentir que tenho de afastar esta ou aquela pessoa da minha vida (infelizmente por vezes tal não é possível) .
Mais difícil fica quando a minha essência, o meu modo de estar e de sentir choca com os mais próximos,  aqueles a quem chamamos família  que só nos querem bem, mas esquecem-se que como seres individuais, temos maneiras e formas de pensar e agir diferentes e por mais que seja o bem que querem fazem, nos fazem sentir as piores pessoas á face da terra.
Já cometi os meus erros, já dei passos em falso é verdade. Mas em todos assumi as minhas responsabilidades e mesmo com momentos mais difíceis de digerir que outros segui em frente.
E acima de tudo nunca desisti de seguir o meu caminho, aquele que apenas eu escolho e decido, aquele que sei me faz ser feliz, por ir de encontro ao que acredito e sinto.



Há pessoas que nos marcam, que nos fazem sentir algo inexplicável  que não é palpável  nem se consegue colocar por palavras. Pessoas que mesmo que em certos momentos nos façam sentir que perdemos o chão (exactamente por serem especiais e nos falharem), quando nos acalmamos e percebemos porque nos falharam, continuam a ser ainda mais especiais. A vida é um encruzilhada, de vivências, de sabores, de pensamentos, de sentimentos, de paixões, de momentos únicos, de situações menos boas e de um caminhar sempre em frente, pois os passos dados, ficam no passado e existem ainda muitas possibilidades em aberto para o futuro.

Não sei o dia de amanha, nem o que ele me reserva.
Não sei se as escolhas que faço são as correctas.
Mas sei que apenas sei viver de uma forma: Arriscando!!

Já usei a palavra Amo-te algumas vezes.
Umas vezes "empurrada" pela situação, porque ma dizeram, outras porque senti que era aquele o sentimento.
Hoje sei que o amor é algo maior. Maior que o sexo, maior que a paixão, maior que coisas em comum, maior que sentimentos fortes, maior que a confiança mutua, maior que o companheirismo.
É isso tudo e muito mais.
É não conseguirmos explicar a nós mesmo como é que aquela pessoa, mexe connosco, mesmo quando os momentos são piores, mesmo quando sentimos que algo nos fugiu do controlo.

No momento vivo na corda bamba... Será que é desta? Será que é verdade? Será que consigo aguentar mais um pouco? Será que a caminhada no deserto (que ainda se vê longa), termina mesmo no "oásis" que desejamos?

Não sei ainda as respostas...
Mas sei que não serei feliz comigo própria se não tentar...
Arriscar...
Sim, é a palavra de ordem!!!